Perguntas Frequentes

1Quem é o diretor-presidente do Akatu?

Helio Mattar, diretor-presidente do Instituto Akatu pelo Consumo Consciente. Ex-secretário de Desenvolvimento da Produção do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. Um dos fundadores do Pensamento Nacional das Bases Empresariais (PNBE) Co-fundador e membro do Conselho do Instituto Ethos de Empresas e Responsabilidade Social. Executivo durante 22 anos em empresas nacionais e multinacionais, bem como em suas próprias empresas. Ex-diretor-presidente da Fundação Abrinq pelos Direitos da Criança e do Adolescente.


Em entrevista à jornalista Lucia Faria para o jornal Meio & Mensagem, em fevereiro de 2005, Helio Mattar, diretor-presidente do Instituto Akatu, fala sobre sua iniciativa de trocar a direção de empresas para se dedicar ao terceiro setor.

2Qual o impacto dessa mudança na sua vida profissional?

O grande impacto é o de trabalhar em organizações cujo objetivo está ligado à transformação da sociedade. Esta mudança reposiciona a própria vida e resignifica o trabalho. Trabalhar por uma causa posiciona o trabalho como projeto de vida e não apenas como realização profissional.

3Você imaginava que seria mais fácil desenvolver projetos sociais no país?

Eu não tinha uma visão pré-concebida sobre a facilidade ou dificuldade de desenvolver projetos sociais no Brasil. Iniciei meu trabalho no terceiro setor olhando para o desafio de contribuir para um movimento mais amplo de transformação social. Minha percepção, após quatro anos de trabalho, é a de que o terceiro setor é um laboratório extraordinariamente criativo para o desenvolvimento de soluções para os problemas sociais. No entanto, não chega a contribuir de maneira decisiva para a transformação social até o momento. Basta ver que, apesar dos esforços de muitas entidades ao longo de muitos anos, a situação brasileira é ainda muito grave. O grande mérito é ter ajudado a sensibilizar a população, a elite e os poderes constituídos para os problemas ambientais e sociais mais importantes e mais prementes. Agora é preciso encontrar formas de levar as experiências em comunidades para uma escala mais ampla, na sociedade e, principalmente, nas políticas públicas governamentais.

4Já pensou em desistir em algum momento?

Nunca pensei em desistir. Não haveria razão para isso. As dificuldades sem dúvida existem e por vezes são muito grandes. Mas são parte da vida e do trabalho em um país que tem as carências do nosso. Acredito na ousadia combinada à disciplina para contribuir com soluções, mesmo nas situações mais difíceis.

5Valeu a pena? Por quê?

Não tenho dúvida de que tem valido a pena. Na verdade, não tem sido uma pena. Tem sido, de um lado, um aprendizado, e de outro, uma extraordinária perspectiva de, por meio do Akatu, contribuir para um consumidor mais consciente de seu papel na sociedade, que use o seu poder de consumo para transformar a sua relação com recursos naturais, com produtos e com empresas no sentido da sustentabilidade. Neste momento, o Akatu está finalizando um sistema pelo qual o consumidor poderá escolher empresas tomando por base a sua responsabilidade social. Este projeto, em si, já justifica a mudança e o esforço dos meus últimos quatro anos, fazendo com que a responsabilidade social se torne um atributo competitivo ao lado do preço, da qualidade, da inovação e das marcas. Dado o enorme poder das empresas na sociedade moderna, os resultados deste projeto, em si, contribuirão para provocar grandes transformações sociais e ambientais, induzindo a cidadania empresarial e, por meio dela, levando as empresas a fazer mais e fazer melhor pela sociedade e pelo meio ambiente. O consumidor tem deixado claro que deseja que esta mudança ocorra. Agora, terá instrumentos para colocá-la em prática.

Fechar

Esqueci minha senha

Digite seu e-mail e clique em "Procurar" para recuperar sua senha.
Sua senha foi enviada para o e-mail informado.
Não encontramos seu e-mail em nossos registros. Se você não tem uma conta Akatu, cadastre-se aqui.
Ocoreu um erro inesperado. Por favor, tente mais tarde.
enviando...