Alimentos

Pesca predatória: ficaremos sem peixes em nosso cardápio em 2048

De acordo com a WWF, a frota pesqueira global é duas a três vezes maior do que os oceanos podem suportar de forma sustentável

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Crédito: Creative commons/Rich Brooks

 

Já pensou não ter mais peixes para incluir na sua rotina alimentar? Pois saiba que o risco é grande disso acontecer. Se a pesca continuar seguindo o ritmo atual, as espécies pescadas podem desaparecer até 2048, colocando em perigo a segurança alimentar e o meio de vida de milhares de pessoas, segundo a ONG Fundo Mundial para a Natureza (WWF, sigla em inglês).

De acordo com a organização, a frota pesqueira global é duas a três vezes maior do que os oceanos podem suportar de forma sustentável. Isso significa que estamos retirando mais peixes dos mares, sem a renovação adequada de seus estoques. Os oceanos não são uma fonte inesgotável de alimento. A quantidade de peixes nos mares é finita. Cerca de 53% da pesca no mundo todo estão sendo totalmente exploradas e 32% já estão na fase de superexploração ou se recuperando do esgotamento.

E os problemas não param por aí. As práticas de pesca ilegais e destrutivas levam à morte outras espécies essenciais ao ecossistema marinho, como golfinhos, tartarugas, aves marinhas, tubarões e corais.

A WWF enumera várias causas sobre esse problema: má gestão das pescas, atividades predatórias e destrutivas que não respeitam as leis e os acordos mundiais sobre a pesca, capturas de pescados jovens e de outras espécies marinhas, e parcerias que permitem a determinadas frotas a sobrepesca nos mares de países em desenvolvimento.

“Embora muitas empresas pesqueiras estejam conscientes da necessidade de tratar as populações de peixes com cuidado e respeito, a ganância de algumas grandes frotas comerciais têm gerado um enorme efeito negativo sobre a pesca em todo o mundo”, observa Melissa Breyer, em artigo no site Treehugger. Mas, apesar da situação preocupante, ela ainda é otimista. “Felizmente, não é tarde demais. Há uma série de iniciativas e programas globais em funcionamento para reverter esse terrível problema. Além da WWF, outras organizações pedem que medidas urgentes, incluindo proibições de pesca, sejam adotadas, com o apoio das Nações Unidas, a fim de proteger os oceanos das atividades predatórias da pesca".

O que o consumidor pode fazer?

Se quisermos continuar a nos alimentar do mar, será importante apoiarmos a pesca sustentável. Nesse sentido, o papel do consumidor é de demandar que os seus fornecedores, sejam eles o peixeiro da feira, o grande supermercado ou o dono do restaurante, só ofertem os peixes que não estão em risco de extinção e que não estão em época de defeso. Outra medida importante é dar preferência a produtos de maricultura e aquicultura, atividades que englobam a produção de uma ampla variedade de organismos aquáticos marinhos, desde vegetais como as algas, os invertebrados como os crustáceos e moluscos, até vertebrados como peixes e répteis, onde os animais são criados em áreas delimitadas e sua produção é, em geral, controlada e sustentável. A WWF disponibiliza em seu site um guia de compras de frutos do mar (em inglês) . Há também o Guia de Consumo Responsável de Pescados Unimonte (em português). São ações dos consumidores que, quando levadas ao coletivo, tem um enorme impacto.

 

Leia mais:

Como fisgar o consumidor para salvar espécies marinhas da sobrepesca

Projeto Pesca Sustentável inicia capacitação de jovens no Norte e Nordeste

 

Comentários

Maurício Robério Silva Soares
15 abr 2017
0 0
Tanto a pesca, quanto outras atividades extrativistas, necessitam de um rigoroso controle de crescimento populacional. Um bom exemplo disso é o monitoramento de cardumes de bacalhau (Gadus morhua), na Noruega.
Responder Reportar Abuso
Fabiana bonfim Babuzano
24 mar 2017
1 0
A pesca é de grande importância para alimentar e matar a fome de muitas pessoas que se encontram em condições precárias, e ao meu vê isso não acabaria com os peixes do planeta. o problema disso tudo, são as maneiras erradas da pesca, onde muitos adotam redes e outros meios de pesca sem se preocupar com a desova dos mesmo. Outro fator de grande importância, que pode levar a instição de peixes é a poluicão dos rios, mar, lagos etc.
Responder Reportar Abuso
Fechar

Esqueci minha senha

Digite seu e-mail e clique em "Procurar" para recuperar sua senha.
Sua senha foi enviada para o e-mail informado.
Não encontramos seu e-mail em nossos registros. Se você não tem uma conta Akatu, cadastre-se aqui.
Ocoreu um erro inesperado. Por favor, tente mais tarde.
enviando...