25.07.22 às 17:06

Dia da Sobrecarga da Terra motiva ações socioambientais na região metropolitana de Porto Alegre

compartilhe
FacebookTwitterLinkedInWhatsAppEmailCopy Link

Parceria entre Instituto Akatu e Braskem promove atividades com a comunidade escolar na região da capital gaúcha para impulsionar a Agenda 2030

Em 2022, o Dia da Sobrecarga da Terra cai em 28 de julho. Isso significa que em menos de 7 meses gastamos os recursos naturais que o planeta é capaz de regenerar ao longo de 365 dias, em uma situação de insustentabilidade. Por isso, Instituto Akatu e Braskem reforçam uma parceria com o objetivo de levar a temática da sustentabilidade e do consumo consciente para a comunidade escolar de Porto Alegre, Triunfo, Nova Santa Rita e Montenegro.  

Calculado pela Global Footprint Network, o Dia da Sobrecarga da Terra reforça a necessidade de mudanças na forma como produzimos, como consumimos e como nos relacionamos com o meio ambiente. No início da contagem, em 1971, a data caiu em 25 de dezembro e, passadas cinco décadas, acelerou cinco meses. Isso demonstra o aumento da nossa demanda por água, solos, matérias-primas e ar puro — recursos naturais que não são finitos, que devem ser utilizados em equilíbrio com a capacidade de regeneração do planeta.  

É com o objetivo de sensibilizar e mobilizar a população da região metropolitana de Porto Alegre para a temática socioambiental que o Instituto Akatu, principal ONG do país dedicada à causa do consumo consciente, e a Braskem desenvolveram uma série de atividades para a comunidade escolar local. O projeto irá trabalhar temas como Agenda 2030 e Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) com educadores e alunos dos ensinos Médio e Fundamental da região, estimulando o protagonismo dos jovens para o desenvolvimento sustentável.  

Para 2022, as atividades junto à rede estadual incluem a cocriação, em conjunto com educadores, de um curso autoformativo sobre ODS, consumo consciente e sustentabilidade, que depois será oferecido a todos os educadores da rede. Já em Montenegro, os educadores serão convidados a participar de encontros de formação sobre consumo consciente e sustentabilidade, a partir dos quais serão estimulados a aplicar atividades pedagógicas disponibilizadas pelo projeto sobre esses temas com seus alunos.  

“Com essas atividades voltadas à educação ambiental, estamos desde cedo estimulando o consumo consciente e engajando as comunidades para a conscientização de que todos nós somos responsáveis pela preservação dos recursos naturais. Incentivar a reciclagem e a melhor destinação dos resíduos também faz parte do compromisso público da Braskem de atuar pela eliminação de resíduos plásticos no ambiente e, até 2030, retirar 1,5 milhão de toneladas desses resíduos dos aterros sanitários e do meio ambiente, destinando à reciclagem”, afirma Daniel Fleischer, gerente de Relações Institucionais da Braskem no Rio Grande do Sul.  

“Essa data nos traz ao mesmo tempo tristezas e desafios. De que forma estamos enxergando os recursos naturais e como nos relacionamos com eles? Se compreendermos que somos parte do meio ambiente, podemos buscar um equilíbrio que garanta a sustentabilidade dos recursos e a qualidade de vida de todos os seres vivos. A parceria da Secretaria da Educação com o Instituto Akatu desde 2020 vem atuando de forma efetiva com formações continuadas de professores da educação básica. Assim, os estudantes têm a oportunidade de modificar seus comportamentos e sua compreensão de cidadania socioambiental. Os excelentes resultados conquistados a cada ano aparecem nos projetos interdisciplinares que abrangem toda comunidade escolar”, afirma Patrícia Rochele da Rosa Mairesse de Castro, assessora de Educação Ambiental da Secretaria estadual de Educação do Rio Grande do Sul.  

“Estamos muito felizes com a parceria renovada na região. Dar continuidade às ações do programa Edukatu no Rio Grande do Sul e ampliar a sensibilização é muito importante para mobilizar cada vez mais a comunidade escolar em prol do consumo consciente e um estilo de vida mais sustentável” afirma Michelle Ryter Teixeira, líder de projetos do Instituto Akatu. 

Sobre o Instituto Akatu

Criado em 15 de março de 2001, o Instituto Akatu é uma organização não governamental sem fins lucrativos que trabalha pela conscientização e mobilização da sociedade para um novo jeito de viver com consumo consciente e mais bem-estar para todos. As atividades do Instituto estão focadas na mudança de comportamento do consumidor em duas frentes de atuação: Educação e Comunicação, com o desenvolvimento de campanhas, conteúdos e metodologias, pesquisas, jogos e eventos. O Akatu também atua junto a empresas que buscam caminhos para a nova economia, ajudando a identificar oportunidades que levem a novos modelos de produção e consumo — modelos que respeitem o ambiente e o bem-estar, sem deixar de lado a prosperidade. Confira.

Sobre o Edukatu
O Edukatu, programa de educação do Instituto Akatu, é a primeira rede de aprendizagem sobre os conceitos e práticas sobre consumo consciente e sustentabilidade para estudantes e profissionais de educação de todo o Brasil. Desde o seu lançamento, em 2013, já soma mais de 300 mil pessoas alcançadas, sendo mais de 44 mil estudantes, 16 mil professores e 7 mil escolas cadastrados na sua plataforma digital, totalmente gratuita. Saiba mais.

Sobre a Braskem
Orientada para as pessoas e para a sustentabilidade, a Braskem está engajada em contribuir com a cadeia de valor para o fortalecimento da Economia Circular. Os 8 mil Integrantes da petroquímica dedicam-se diariamente para melhorar a vida das pessoas por meio de soluções sustentáveis da química e do plástico. A Braskem possui DNA inovador e um completo portfólio de resinas plásticas e produtos químicos para diversos segmentos, como embalagens alimentícias, construção civil, industrial, automotivo, agronegócio, saúde e higiene, entre outros. Com 41 unidades industriais no Brasil, EUA, México e Alemanha, a companhia exporta seus produtos para Clientes em mais de 71 países.

Veja também