loader image
18.10.21 às 18:17

Projeto inovador do Akatu promove a gestão de resíduos como colchões e sofás em Hortolândia (SP)

Parceria com Dow sensibiliza a população para o descarte correto de produtos compostos de poliuretano

O descarte inadequado de colchões e sofás pode sobrecarregar aterros sanitários e causar impactos negativos para o meio ambiente, para a economia e para todos nós. Foi com o objetivo de estimular o consumo consciente desses tipos de materiais, com ênfase no descarte correto, que nasceu o projeto Reuse. Atualmente em fase de testes na cidade de Hortolândia, no interior de São Paulo, ele já recolheu e encaminhou para a reciclagem mais de 2 mil sofás e colchões e espera atingir 2,5 mil unidades até o fim do ano. 

O Akatu é o responsável pela implementação da iniciativa, em parceria com a Prefeitura de Hortolândia e a divisão de poliuretanos da multinacional Dow. Além do recolhimento e do encaminhamento para a reciclagem de sofás e colchões que estavam sobrecarregando aterros sanitários da região, o Reuse inclui ações educacionais em mais de 30 escolas da rede de ensino municipal para a sensibilização e a mobilização de alunos e comunidades para o descarte correto desses itens. As próximas etapas contemplam ainda a adequação de Pontos de Entrega Voluntária de Entulho e Outros Materiais Recicláveis (PEVs), uma campanha de engajamento direcionada à população para divulgar pontos de coleta seletiva, além de um serviço gratuito para a retirada de sofás e colchões em domicílio. 

“A gestão de resíduos é um tema urgente e o Projeto Reuse traz ações de sensibilização e mobilização dos consumidores e também a participação do poder público, com a revitalização da coleta seletiva e infraestrutura necessária para o descarte e o recebimento adequados dos materiais”, destaca Denise Conselheiro, gerente de educação do Akatu. “Nossa expectativa é que essa experiência identifique e sistematize soluções para serem replicadas em outras localidades.”

Mais informações sobre o projeto e os endereços dos PEVs do município estão disponíveis no hotsite: https://bit.ly/reuse-hortolandia. Os moradores de Hortolândia que não tiverem condições de levar seus sofás e colchões para descarte em um desses pontos podem solicitar a coleta desses itens na própria residência até o dia 30/11, através dos canais abaixo:

Projeto Reuse — Hortolândia (SP)
Website – bit.ly/reuse-agendamento
WhatsApp – (19) 99908-9747
Telefone – 0800 555 1717

Conheça os impactos do descarte inadequado 

Todos os anos, 40% dos resíduos produzidos no Brasil é descartado de forma inadequada, o que representa 29 milhões de toneladas de materiais despejados em lixões e aterros controlados, de acordo com dados da Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais (Abrelpe). Diferentes dos aterros sanitários, os lixões e os aterros controlados não possuem medidas para impedir a poluição. Sofás e colchões, itens cuja espuma é composta de um tipo de plástico chamado poliuretano, são parte significativa dessa estatística, representando riscos como a contaminação do solo, de rios e de mares, além de erosão, desequilíbrio ecológico e ameaças à saúde pública.

A destinação inadequada de resíduos afeta diretamente a saúde de 77,65 milhões de brasileiros e tem um custo ambiental e para tratamento de saúde de cerca de US$ 1 bilhão por ano, como destaca o Panorama 2020 da Abrelpe. Sofás e colchões despejados a céu aberto podem servir para propagar pragas, como ratos e o mosquito da dengue, provocar enchentes e liberar poluentes tóxicos como o dióxido de carbono se queimados de forma irregular. 

Saiba como descartar corretamente sofás e colchões em sua cidade:
  • Evite descartar qualquer espécie de resíduo em locais inapropriados, como terrenos vazios, córregos ou espaços públicos. 
  • Procure o ecoponto mais próximo da sua casa ou procure no site da prefeitura de seu município se existe algum tipo de serviço de coleta disponível. Em muitos casos o descarte pode ser feito gratuitamente com retirada no seu endereço. 
  • Na dúvida, consulte o mapa do descarte adequado no site ecycle.com.br para localizar o ponto de coleta de materiais mais próximo de você.
  • Verifique se o fabricante do colchão ou sofá tem sistemas de logística reversa e faz a retirada do produto usado.
  • Lembre-se que o descarte só vale se o produto não estiver mais em condições de uso. Se seu colchão ou sofá ainda puder ser usado, tente vendê-lo no mercado de segunda mão ou doe a quem precisa. Instituições como a Cruz Vermelha, o Exército da Salvação e a Legião da Boa Vontade têm pontos de coleta espalhados pelo país e podem até buscar sua doação em casa de forma gratuita.

Para saber mais sobre consumo consciente e resíduos, clique aqui.

Veja também
Quer ouvir essa página? É só dar o play abaixo!