09.03.22 às 12:23

Por mais alimentos fresquinhos e menos delivery

Cozinhar em casa traz benefícios à saúde, ao seu bolso e ao planeta. Entenda por que reduzir a compra de comida por aplicativos é uma boa ideia

Com a rotina cada vez mais intensa, os intervalos mais curtos e um longo dia de trabalho, fica difícil resistir às tentações do delivery. Mas isso é possível — e sustentável. A maneira como nos alimentamos e o que comemos realmente importa: é uma das escolhas mais significativas em termos de impacto para nós, para a nossa família, para a sociedade e para o planeta como um todo. 

Os pedidos de comida por delivery dispararam no Brasil durante a pandemia. De acordo com a Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e com o Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), o número de internautas que realizaram pelo menos uma compra nos últimos 12 meses subiu 54,80% em 2021, comparado ao crescimento de 30,40% em 2019. 

Paralelamente, a pandemia e o home office também motivaram muitas pessoas a cozinhar em casa, turbinando a busca e o compartilhamento de receitas. Sites de receitas como o do portal UOL alcançaram um pico de audiência de cerca de 230% no mês de junho de 2020. De acordo com o Estudo sobre o Consumo Consciente no Brasil, da Mandalah Brasil e do Stilingue, mais de 1,1 milhão de publicações nas redes sociais durante a quarentena foram sobre receitas. Ainda foram identificadas mais de 121 mil menções a comidas caseiras ou ao ato de cozinhar em casa. 

Fazer a própria comida é mais saudável e sustentável: garante mais autonomia e uma dieta mais balanceada, aumenta o bem-estar e ajuda a economizar. E você ainda controla a origem de cada alimento e a destinação adequada das sobras e resíduos. Cozinhar com as crianças ou parceiros em casa também é uma ótima atividade social e de aprendizado. Entenda como desfrutar dos benefícios de cozinhar em casa: 

Adote uma dieta sustentável

A dieta sustentável é nutricionalmente adequada e econômica, além de respeitar a biodiversidade e os ecossistemas. Priorize alimentos orgânicos, inclua cereais integrais na sua dieta e aumente o consumo de frutas, verduras e legumes. Se possível, reduza gradualmente o consumo de carne vermelha. Lembre-se: são necessários cerca de 15 mil litros de água para a produção de 1 kg de carne bovina e a pecuária é responsável por altos índices de queimadas e desmatamentos para a abertura de novas pastagens. Se possível, opte por outras fontes de proteína, como feijão, lentilha, grão de bico e soja, ao menos uma vez por semana. 

Reduza o desperdício de alimentos

Cozinhar em casa contribui para evitar desperdícios, pois você pode avaliar a quantidade necessária de alimento que irá fazer e comer, além de reaproveitar cascas, talos e sementes para novas receitas. Segundo a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO), no Brasil cada pessoa desperdiça em média 41,6 kg de alimentos por ano. Se uma família (4 pessoas) evitar todo e qualquer desperdício de arroz ao longo de um ano, irá poupar emissões semelhantes às da geração de energia elétrica capaz de manter o funcionamento de 1 notebook (8h/dia) e 10 lâmpadas LED (6h/dia) por 3 anos inteiros. Por isso, planeje bem suas refeições: prepare só o necessário, utilize alimentos de forma integral e congele ou faça novas receitas com o que sobrar.

Economize o seu dinheiro 

Pedir comida fora pode pesar no bolso, pois você acaba agindo por impulso na hora da fome e deixa se levar pelas emoções, gastando além do esperado. Além disso, a compra de alimentos via delivery costuma ser mais cara do que a compra dos alimentos para preparo em casa, especialmente se você frequenta feiras de rua e fica de olho nos melhores preços ao seu redor. Cozinhar em casa em vez de pedir delivery é poupar para outras despesas.  

Priorize o seu bem-estar 

Ao pedir comida por delivery, muitas vezes não temos informações sobre a composição dos pratos e acabamos ingerindo alimentos ultraprocessados. Fazer isso com frequência pode trazer malefícios à sua saúde e bem-estar devido a um possível excesso de sódio, gorduras e açúcares. Um estudo demonstrou que se os brasileiros adotassem uma dieta mais saudável, seriam poupadas milhões de toneladas de emissões de carbono ao ano, principalmente pela diminuição do consumo de carne bovina e de alimentos ultraprocessados. O segredo é equilibrar o consumo e cuidar do seu bem-estar na hora de se alimentar. 

Controle seus resíduos

A pandemia aumentou em 30% o consumo e descarte de resíduos recicláveis no país, de acordo com a Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais (Abrelpe). Com a crescente demanda de pedidos por delivery, o aumento de resíduos como talheres e pratinhos plásticos e embalagens de papel e papelão representa impactos negativos para o meio ambiente: desperdício de matéria-prima, emissões de gases poluentes e acúmulo de materiais em aterros sanitários. Ao cozinhar em casa você evita tudo isso. 

No entanto, é possível minimizar impactos ao pedir comida. Hoje, por meio de alguns aplicativos de delivery, é possível selecionar a opção de não receber itens plásticos, optar por restaurantes que utilizam embalagens sustentáveis e reconhecer boas práticas ambientais dos restaurantes cadastrados. Os cuidados no uso e no descarte dos resíduos são indispensáveis. Sempre que possível, prefira produtos com menos embalagens, escolha itens com embalagens recicláveis, biodegradáveis e/ou compostáveis, evite plásticos de uso único e produtos que contêm microplásticos, separe os resíduos e destine tudo corretamente para reciclagem.

Cozinhe em família

Cozinhar pode ser prazeroso, divertido e também pode unir a família. Fazer os próprios alimentos reforça o nosso dever como consumidores conscientes e gera uma transformação individual, social e ambiental. Ao incluir os mais jovens no preparo das refeições, também é possível educá-los sobre as origens, diferenças e benefícios de cada alimento, formando cidadãos mais conscientes — além de ser uma atividade que traz benefícios sociais e aumenta os vínculos entre toda a família.

Quer saber mais sobre o consumo consciente de alimentos? Conheça o guia Primeiros Passos, que ensina o passo a passo para você adotar hábitos cotidianos que evitam o desperdício e privilegiam o consumo de alimentos mais saudáveis e sustentáveis. 

Veja também