27.05.22 às 9:00

Projeto Reuse promove  o consumo consciente e a reciclagem de geladeiras e freezers

Iniciativa busca mobilizar a população do interior de São Paulo para o descarte correto de refrigeradores e para o consumo consciente de energia elétrica

Como descartar adequadamente geladeiras e freezer sem uso? Com o propósito de orientar a população dos municípios de Jundiaí e cidades próximas, no interior de São Paulo, nasceu a segunda fase do projeto Reuse. Essa nova etapa visa facilitar o descarte apropriado de refrigeradores domésticos, divulgar os benefícios dessa prática e ampliar a mobilização em torno da gestão adequada de resíduos sólidos — o reaproveitamento de materiais contribui ainda para a economia circular e para o desenvolvimento sustentável da região. 

O Akatu é o responsável pela implementação da iniciativa, em parceria com a multinacional Dow e a Indústria Fox. A campanha irá contar com ações de sensibilização, mobilização e comunicação sobre o uso consciente e o descarte correto de resíduos sólidos em escolas municipais, com organizações locais, consumidores e a cadeia de reciclagem. Diversas atividades planejadas irão ressaltar a importância da participação da população nas campanhas de coleta feitas com o apoio das prefeituras locais. 

“As ações com comunidade e público escolar por meio de atividades, conteúdos e materiais de apoio visam estimular a melhoria dos hábitos de consumo da população, como o uso consciente e o descarte adequado de geladeiras e freezers”, destaca Fernando Martins, coordenador de projetos de educação do Akatu. “O Reuse conta ainda com um sistema de gestão de resíduos, que incentiva tais práticas e promove as condições necessárias para o tratamento correto dos resíduos e a reutilização de materiais contidos nos refrigeradores.” 

A campanha de coleta do projeto Reuse irá oferecer, inicialmente, duas opções para participação da população: 

  1. Agendamento de coleta gratuita de geladeiras ou freezers sem uso na residência do morador.
  2. Desconto na compra de um eletrodoméstico remanufaturado ao realizar o descarte da geladeira ou do freezer sem uso. 

Para participar, acesse o site do projeto: https://bit.ly/projeto-reuse

Impactos do descarte inadequado 

Segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD), mais de 98% das residências brasileiras têm geladeiras. Escolas, escritórios e lojas também dependem de refrigeradores para conservar os alimentos. Porém, quando chegam ao fim da vida útil, esses eletrodomésticos são classificados como resíduos perigosos: eles consomem mais energia para seguirem funcionando e, ao serem descartados incorretamente, podem liberar gases poluentes que agravam o aquecimento global. 

Veja os impactos negativos do uso e do descarte inadequado de geladeiras e freezers obsoletos:

  • Utilização de gases prejudiciais à camada de ozônio e que agravam o aquecimento global, como o HCFC (hidroclorofluorcarboneto);
  • Modelos mais antigos tendem a ser menos eficientes e consomem mais energia na comparação com modelos atuais;
  • Equipamentos compostos por metais e plásticos menos duráveis; 
  • Grande impacto ao ecossistema devido ao seu grande porte.
  • Aumentam as chances de enchentes e alagamentos quando descartados de forma inadequada;
  • O descarte em locais impróprios pode facilitar a proliferação de insetos e de outros animais transmissores de doenças em seu interior.

Troque a sua geladeira antiga e descarte corretamente 

Ao colocar isso em prática, você contribui para a conservação do meio ambiente e para o combate ao aquecimento global e às mudanças climáticas, protegendo a camada de ozônio, além de consumir energia elétrica sem desperdícios. Quando uma geladeira ou um freezer é descartado corretamente, em locais específicos para isso, o equipamento é tratado de forma adequada, evitando que os gases do seu interior poluam a atmosfera. Além disso, os materiais ainda em boas condições podem ser reaproveitados na fabricação ou no reparo de outros produtos, reduzindo a necessidade da utilização de mais recursos naturais. 

Se você não mora nos municípios atendidos pelo Reuse, entre em contato com a prefeitura da sua cidade para se informar sobre serviços de coleta de eletrodomésticos usados ou busque o ecoponto mais próximo. Outras alternativas são utilizar a plataforma do eCycle, procurar por campanhas de troca realizadas por concessionárias de energia elétrica ou solicitar o serviço de coleta a uma empresa especializada nesse tipo de descarte. 

Acesse os resultados da primeira fase do Projeto Reuse, que possibilitou a reciclagem de mais de 3,5 mil sofás e colchões na região de Hortolândia (SP). E, para saber mais sobre consumo consciente e resíduos, conheça nosso guia Primeiros Passos

Veja também