10.08.22 às 11:13

7 iniciativas para jovens comprometidos com o futuro do planeta

É hora de agir: conheça projetos para o combate da crise climática e a busca por igualdade de gênero e racial, entre outros temas, voltados à nova geração

Ouvimos muito por aí que “um futuro melhor depende dos jovens do presente”. Ainda bem! São vários os estudos que indicam que as novas gerações têm uma visão mais clara do valor da natureza e do enorme impacto de nosso estilo de vida sobre ela.

De acordo com a pesquisa The Changing Childhood Project 2021, feita pela UNICEF em parceria com a Gallup, os jovens são mais propensos a se verem como cidadãos globais e desejam se engajar por um futuro melhor. Entre os adolescentes e os jovens brasileiros que responderam à pesquisa, 73% dizem que as mudanças climáticas estão entre suas grandes preocupações; 61% afirmam que o acesso aos direitos melhoraram, mas destacam a urgência de ações dos governos para reverter as mudanças climáticas; e 59% acreditam no poder da educação para a transformação social. 

“Em comparação com as gerações mais velhas, adolescentes e jovens do mundo permanecem esperançosos, com uma mentalidade muito mais global e determinados a tornar o mundo um lugar melhor. Eles se preocupam com o futuro e se veem como parte da solução”, destaca Henrietta Fore, diretora-executiva do UNICEF.

Enxergar a si mesmo como parte da solução é um passo importantíssimo, mas só o primeiro. Para alcançarmos as mudanças necessárias e avançarmos rumo a sociedade que tanto almejamos — mais consciente, justa, sustentável e inclusiva — é preciso a ação concreta de todos, em especial das gerações mais novas.

A pesquisa CYCLES: Children and Youth in Cities – Lifestyle Evaluations and Sustainability, de 2020, realizada pelo Centro para a Compreensão da Prosperidade Sustentável da Universidade de Surrey, no Reino Unido, com parceria do Akatu no Brasil, apontou que apenas 1/3 dos jovens brasileiros (entre 12 e 24 anos) tinham envolvimento efetivo com alguma organização ou movimento social e/ou ambiental no ano anterior. 

Foto: Freepik

No dia 12 de agosto, comemora-se o Dia Internacional da Juventude e para inspirar você a fazer parte da mudança positiva de maneira prática e efetiva, selecionamos 7 iniciativas que tratam de temas como educomunicação, impacto social, gênero, raça, ODS e justiça climática. Confira, faça parte e compartilhe com os jovens que você conhece. Vamos, juntos, impactar positivamente o nosso planeta. 

Engajamundo 

Uma organização de liderança jovem feita para jovens. Sua missão é conscientizar cada um que mudando a si mesmo e engajando-se politicamente é possível transformar a realidade em que se vive. O Engaja atua com grupos de trabalho, núcleos locais e campanhas sobre biodiversidade, clima, gênero, ODS, cidades e comunidades sustentáveis. Com 10 anos de história, conta com a participação de mais de 2 mil jovens e soma 160 projetos.  

Fridays for Future Brasil 

Sabia que o movimento criado pela ativista sueca Greta Thunberg também atua no Brasil? Isso mesmo! A iniciativa também promove por aqui o desenvolvimento local em busca de justiça climática e socioambiental. Há projetos de combate a incêndios, apoio às comunidades tradicionais e indígenas, conservação da biodiversidade na Amazônia e mobilização para o combate à crise climática em escolas. 

Força Meninas

O futuro — e o presente — também é feminino! A plataforma educativa ajuda meninas de 6 a 18 anos a desenvolverem habilidades para se tornarem protagonistas de mudanças para um mundo melhor. Com base nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), oferecem capacitações, mentorias e oficinas, sempre com foco na redução das desigualdades de gênero. Fundado em 2016, a plataforma já impactou mais de 43 mil meninas em 13 estados brasileiros. 

Free Free

Liberdade é a palavra-chave que define a atuação da organização. Atua globalmente e no Brasil pela liberdade física, emocional e financeira de meninas e mulheres por meio da promoção de  ciclos educativos, projetos de geração de renda, workshops, campanhas de conscientização, suporte psicológico e doações. Desde 2018, já contribuíram com a jornada de mais de 21 mil meninas e mulheres. 

Global Shapers 

A iniciativa do Fórum Econômico Mundial conta com a participação de jovens com menos de 30 anos que se organizam em suas cidades para criar projetos que atendam às necessidades básicas da comunidade local, promovendo o consumo consciente e  capacitando lideranças comunitárias. Com 11 anos de atuação, possui 14 mil membros e abrange mais de 450 cidades em 150 países. No Brasil, tem hubs de inovação em São Paulo, Brasília, Belo Horizonte, Curitiba, Fortaleza e São Luís do Maranhão. 

Perifa Sustentável

Que tal pensar a agenda climática na perspectiva de raça e clima? O Perifa Sustentável engaja jovens pretos e indígenas de comunidades urbanas e rurais para combater a crise climática e promover ações de desenvolvimento sustentável por meio de educomunicação, participação política e ação territorial. Está presente em seis estados brasileiros: São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Bahia, Pará e Rio Grande do Norte.

Viração Educomunicação 

A ONG em prol dos direitos humanos de jovens e adolescentes realiza atividades de educação, comunicação e mobilização que incentivam a nova geração a participar de espaços de discussão sobre direitos humanos e a soltar a voz em diferentes canais de comunicação criados colaborativamente. Aborda as temáticas de saúde, meio ambiente, mudanças climáticas, educação e cultura, priorizando as diversidades culturais, sociais e étnico-raciais. Desde sua fundação, em 2003, já engajou mais de 100 mil jovens.  

Veja também