loader image
23.12.10 às 6:42

Dez práticas empresariais mais valorizadas pelos consumidores

Ações ligadas aos direitos de relações de trabalho são as que mais se destacam
compartilhe
FacebookTwitterLinkedInWhatsAppEmailCopy Link

 

Entre as dez práticas empresariais mais citadas pelos consumidores brasileiros como sendo essenciais para que uma empresa seja considerada socialmente responsável, seis estão ligadas ao Direito das Relações de Trabalho.

É o que revela a pesquisa “O Consumidor Brasileiro e a Sustentabilidade: Atitudes e Comportamentos frente o Consumo Consciente, Percepções e Expectativas sobre a Responsabilidade Social Empresarial. Pesquisa 2010”, realizada por iniciativa dos institutos Akatu e Ethos.

Divulgado na terça-feira (14/12), o estudo foi feito com patrocínio de Santander, apoiador pioneiro do Akatu, Bradesco e Walmart, ambos apoiadores estratégicos, Faber Castell, apoiador benemérito e executado pela GfK.

O estudo listou 56 práticas empresariais agrupadas em seis dimensões: Direito das Relações de Trabalho, defendida por 80% dos entrevistados, Proteção das Relações de Consumo (69%), Meio Ambiente (65%), Relacionamento com seus Públicos (40%), Ética e Transparência (38%) e Governança Corporativa (10%).

Veja abaixo as dez práticas de Responsabilidade Social Empresarial (RSE) mais importantes segundo o consumidor brasileiro:

1.    Manter programas de contratação, capacitação e promoção de mulheres, negros e pessoas com deficiência, igualdade de oportunidades;

2.    Metas para reduzir as desigualdades de gênero, raça e em relação a pessoas com deficiência, visando diferenças de salários e benefícios;

3.    Não utilizar trabalho infantil e trabalho forçado e exigir em contrato o mesmo compromisso de toda a sua cadeia de valor;

4.    Assegurar aos trabalhadores uma remuneração que garanta um nível de vida adequado para eles e suas famílias;

5.    Manter programas para racionalização e otimização do uso da água;

6.    Garantir ao trabalhador terceirizado as mesmas condições de saúde e segurança no trabalho dos empregados regulares;

7.    Manter programas para racionalização e otimização do uso de energia;

8.    Não utilizar e desenvolver programas para eliminar o trabalho infantil e o trabalho forçado em toda a sua cadeia de valor;

9.    Adotar medidas em relação a seus produtos e/ou serviços que visam minimizar os riscos à saúde e segurança do consumidor ou cliente;

10.  Promover programas de educação do consumidor quanto aos impactos sociais e ambientais relativos a seus hábitos de consumo.

Práticas das empresas
A pesquisa também comparou as práticas prioritárias para os consumidores e as que são adotadas pelas empresas. O resultado mostra que apesar das empresas responderem às práticas demandadas pelos consumidores, ainda existe uma diferença entre o desejo dos consumidores e a prática das empresas. No entanto, o estudo aponta bons caminhos que as empresas pode adotar para se destacar perante seus clientes e, sobretudo, para atrair novos públicos .

Importância das práticas para o consumidor e implementação pelas empresas

A pesquisa ouviu 800 mulheres e homens, com idade igual ou superior a 16 anos, de todas as classes sociais e regiões geográficas do país, nas seguintes localidades: regiões metropolitanas (Porto Alegre, Curitiba, São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Salvador, Recife, Fortaleza e Belém), capitais (Goiânia e Manaus) e Distrito Federal.

Esta publicação integra a série sobre Responsabilidade Social e se soma à pesquisa “Práticas e Perspectivas da RSE no Brasil – 2008”, aos relatórios sobre “Percepção da RSE pelo Consumidor Brasileiro” (seis publicações, começando em 2000), e aos relatórios das pesquisas Akatu nºs 3, 4, 5, 6, 7 (desde 2003), todos disponíveis aqui.

Leia também:

– Maioria não sabe o que é Sustentabilidade, revela pesquisa do Akatu
Se você quiser seguir o Akatu no twitter, clique aqui.

Veja também