24.10.22 às 15:05

Consumo consciente também é sobre gerar impacto positivo às pessoas

Ao fazer uma escolha, contribuímos (ou não) para a redução das desigualdades e para a inclusão social

Por meio da prática do consumo consciente, cada um de nós pode contribuir de forma ativa para a sustentabilidade da vida no planeta. Ao ler a palavra sustentabilidade, pode ser que você logo associe a aspectos ambientais — preservação da biodiversidade, uso responsável dos recursos naturais, proteção dos oceanos, etc. —, mas é importante se lembrar que cada escolha gera impactos positivos ou negativos também às pessoas e precisamos nos atentar a isso. Afinal, não existe sustentabilidade sem direitos humanos, diversidade e inclusão. 

Ao adotar práticas de consumo consciente no cotidiano, levamos em consideração a maneira como o produto foi feito e por quem foi feito. Ao fazer escolhas mais conscientes, contribuimos para a construção de ambientes plurais, livres de qualquer tipo de discriminação e de formas de trabalho análogo ao escravo, irregular ou infantil, além de poder incentivar e apoiar pequenos produtores, favorecendo o desenvolvimento social e econômico de sua região.

A pesquisa Nós e as Desigualdades 2022, realizada pela Oxfam Brasil em parceria com o Instituto Datafolha, revela que a sociedade brasileira tem uma percepção consolidada da importância de combater as desigualdades para construirmos um futuro melhor. Segundo o estudo, 85% dos brasileiros consideram que só há progresso com a redução das desigualdades. Em uma escala de 0 a 10 foram selecionadas as principais medidas para redução das desigualdades e “garantir direitos iguais entre homens e mulheres”, “combater o racismo” e “aumento do salário-mínimo” tiveram nota média de 9,5. 

 Entre os resultados, a pesquisa revelou que:

  • 69% acreditam que o fato de ser mulher impacta a renda;
  • 59% concordam que as pessoas negras ganham menos;
  • 75% acreditam que a cor da pele influencia a contratação por empresas.  

Ao fazer muitas de nossas escolhas de consumo, temos a oportunidade de priorizar empresas e marcas que têm ações concretas nessa direção, buscando minimizar as desigualdades em toda a sua cadeia produtiva. Buscar informações sobre as empresas é fundamental. As práticas relacionadas à diversidade, inclusão e trabalho justo refletem como elas enxergam o seu papel na sociedade. 

Procure saber se a empresa tem ações de:

  • promoção da equidade de gênero em todas os cargos
  • promoção da equidade racial em todos os cargos
  • inclusão de pessoas com deficiência 
  • combate ao trabalho análogo ao escravo, infantil e ilegal
  • contratação de talentos e defesa dos direitos da comunidade LGBTIA+
  • formação continuada e desenvolvimento de talentos
  • proteção da comunidade do entorno

Em outras atividades cotidianas, busque:

  • comprar de pequenos produtores e empreendedores
  • comprar e valorizar empreendedoras negras
  • privilegiar negócios que exaltam a diversidade étnica e cultural do Brasil
  • adotar o hábito de doar roupas e outros produtos que você não usa mais 

Um caminho possível 

Os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) funcionam como um guia para construirmos um mundo melhor juntos.  Eles mostram que  é necessário ter um plano de ação para que todos os países e os diferentes atores sociais (governos, setor privado, organizações sociais e sociedade civil) possam agir de forma colaborativa para erradicar a pobreza, promover vida digna para todos e avançar rumo ao desenvolvimento sustentável. Ao todo, são 17 objetivos e 169 metas aplicáveis universalmente, mas levando em consideração as diferentes realidades e níveis de desenvolvimento dos países. Conheça algumas metas que focam justamente na redução das desigualdades como princípios fundamentais para o desenvolvimento sustentável: 

  • Erradicar a pobreza e a fome de todas as maneiras e garantir a dignidade e a igualdade 
  • Assegurar uma vida saudável e promover o bem-estar para todos, em todas as idades
  • Alcançar a igualdade de gênero e empoderar todas as mulheres e meninas
  • Promover o crescimento econômico sustentado, inclusivo e sustentável, emprego pleno e produtivo, e trabalho decente para todos
  • Promover sociedades pacíficas e inclusivas para o desenvolvimento sustentável, proporcionar o acesso à justiça para todos e construir instituições eficazes, responsáveis e inclusivas em todos os níveis.

Depois de refletir sobre os impactos sociais do nosso consumo, mude seus hábitos, pratique o consumo consciente e faça a sua parte por uma sociedade mais justa, inclusiva, diversa e sustentável!

Veja também